newsletter Nome
  E-mail
 
AGENDA
19/08
Culto Jovem
26/08
Culto Jovem
02/09
Santa Ceia
03/09
Culto Jovem Dominical
AGENDA

Bem-aventurados os mansos 
Fonte UMADC SEDE - 03/09/2017 - hmin Imprimir
Bem-aventurados os mansos

Leitura Bíblica: Mateus 5.5: Bem aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.

Introdução - Nossa sociedade nos estimula à competitividade, à individualidade. Seja na escola, na faculdade ou para garantir aquela vaga de emprego. Mas sabemos que com Deus o padrão de vida é outro...

Observe que a independência da Índia, por exemplo, foi conquistada sem que houvesse o uso da força e da violência. Note também que Martin Luther King, pastor protestante, conseguiu chamar a atenção do mundo para o problema da segregação racial nos Estados Unidos, usando a não violência. Sem dúvida, guardadas as devidas proporções, esses exemplos nos remetem à terceira bem-aventurança. Conforme o que Jesus disse, as conquistas acontecem não pelo uso da força ou da violência, e, sim, pela manifestação da virtude da mansidão. A terra vai ser herança, não dos fortes, ou mais violentos, e, sim, dos mais mansos.

1 – Devemos calar o nosso desejo de primazia
O ser humano tem, em si mesmo, o desejo de ocupar os lugares mais proeminentes. Há em nós o anseio por glória e reconhecimento. É difícil se satisfazer com aquelas posições que são consideradas menos louváveis. Contudo, todas essas disposições que existem no coração de todos nós são completamente contrários a essa bem-aventurança apresentada por Jesus. Ao proclamar que a felicidade está na mansidão, Jesus proclamou que a felicidade está em silenciar o nosso desejo por primazia. Abraão foi manso nesse sentido, quando ele e Ló precisaram se separar (Gn 13). O apóstolo Paulo foi uma pessoa extremamente mansa. Por diversas vezes ele foi injuriado, agredido e desprezado; por parte das pessoas que ele havia ajudado e conduzido a Cristo, ele ainda os colocava à sua frente. (Gálatas 4.19; 2 Coríntios 6.11-13)

2 – Devemos calar as murmurações do nosso coração
Calar a vontade de ter razão, de estar em evidência é difícil, mais complicado ainda é fazer isso em silêncio! Pois a murmuração, a reclamação e a irritabilidade são um sinal evidente da ausência de mansidão.
Uma pessoa mansa é aquela que cala as murmurações do próprio coração. Uma pessoa mansa é alguém que já abriu mão de todos os direitos e privilégios que porventura pudesse possuir, por amor a Deus. Assim, o manso é uma pessoa que não fica se agarrando à sua posição, como se todos tivessem que lhe prestar algum tipo de reverência ou homenagem. Ele não fica murmurando em seu interior quando as pessoas não o cumprimentam; ele não se irrita se as coisas não aconteceram do jeito que ele queria; ele não tem o desejo de se vingar quando é prejudicado em alguma situação. Antes, ele aquieta o coração e faz calar toda e qualquer expressão de murmuração ou ira em seu interior.

Conclusão
Pessoas mansas não são insensíveis ou fracas, mas conseguem se controlar quando os outros perdem a cabeça. Pessoas mansas também são ensináveis. Estando sempre abertas a aprender o que os outros têm para ensiná-lo.
Qual o maior exemplo de mansidão que temos conhecimento? Filipenses 2.5-11: Jesus!

COMPARTILHAR
Comentários
Nome Digite seu Nome.
E-mail Digite seu e-mail.Formato Inválido.
Comentário Preencha com o seu comentário.
 
1





CONTATO
Av. Cândido de Abreu, 367
Centro Cívico - Curitiba - PR
Fone: (41) 3259-4300
REDES
Twitter Umadc SedeFacebook Umadc SedeYoutube Umadc Sede

 

Desenvolvido por InovaSite